terça-feira, outubro 23, 2007

[versão revista com acentos no ú]

e ainda por cima as pessoas que não põem açúcar no café têm a mania da evangelização dos futuros diabéticos. é praticamente impossível começar a agitar o pacote de açúcar sem que venha o olhar de reprovação e um café é bom é sem mais nada. com a variante de se gostasses mesmo de café não punhas açúcar.
depois há aquelas pessoas que só deitam metade do pacote de açúcar no café. há quem diga que é por uma questão de saúde. eu diria que é aquilo a que se chama: ser meio parvo. a parvoíce completa reside no adoçante, a respeito do qual me absterei de escrever.

tirar o açúcar ao café é tirar a nós próprios a oportunidade de adoçar o lado amargo do dia. o café, como quase tudo o que é amargo na vida, é bom. e como tudo o que é bom, quanto mais doce, melhor.

15 Comments:

Cristina said...

HEII!!! eu só meto metade!! grrr não sou meia parva!!!

magnuspetrus said...

E não nos podemos esquecer que o café tem o mérito de adoçar odia, fazendo-nos despertar para o que nos rodeia.

nuno said...

uma vez vi um filho da puta, que não merece outro nome, a meter gelo numa Super.

Rio said...

ora bem e então o que é que dirias de alguém que por impossibilidade digestiva não pode beber café, e que odeia solenemente o seu aroma?

brigada anti-tudo said...

bebe água.

saturnine said...

olha, sou meia parva.

menina limão said...

muito obrigada pelo elogio. isso adapta-se aos limões, não é?

:P

said...

A bica e sempre cheia...de acucar!
B

Ledbetter said...

Eu gosto da bica com meio pacote de açúcar, confesso o meu fundamentalismo moderado (ou abichanado, para os amigos viris). Ou então é por razões de economia de saúde porque em seguida irei certamente fumegar 1 ou 2 rolos de nicotina (vulgos cigarros). Por isso acho que o meu coração não se podia a estar a marimbar mais para o comedimento com a dosagem (maricas, volto a repetir) de glicose que irá no fundo preparar o meu organismo para a desgraça que se avizinha.

João Gaspar said...

a mim só me chateia mesmo muito a malta que não bebe o café com açúcar e por isso acha que tem o direito de se achar melhor do que o resto do mundo. that's all.

não levem isto tão a peito. metade do pacote não é ser meio parvo. meio estúpido, vá.



não leio o que escrevo e depois dá nisto: os açúcares sairam todos sem acento. bem que me podiam ter avisado. leva acento, não leva? isto sim vai dar trabalho. sou uma pessoa com tantas dúvidas e inquietações.

para o rio: minis, nas vezes do café. em não podendo, três porções de moscatel para uma de gelo. ou então não beba nada, amigo, que alguém tem que levar o carro.


ps, menina: não costumo comer limões três a cinco vezes por dia, mas acho que sim, serve. como metáfora. ou uma coisa assim dessas mais intelectual e metafísica.

led: isso é bastante ambíguo. metade do açúcar para compensar o tabaco Vs. já que fumo que se lixe e vira o açúcar todo. discutível.
mas é como as pessoas que no restaurante pedem café com adoçante. na maior parte das vezes (hás-de reparar) há grande probabilidade de terem acabado de comer uma mousse de chocolate.


eh lá, ganda comentário. sim senhor.

extravaganza said...

Cafés 4 a 5 por dia. Os curtos sabem-me a pouco, os cheios sabem-me a nada. 3/4 de chávena é o ideal. De preferência que não queime os lábios. Habitualmente com 1 bolinha de adoçante. Ou meio pacote ou simples. Sem mousses de chocolate prévias.

Ainda assim, permita-me dar-lhe os parabéns pelo 1/4 de século, mesmo que em atraso!

menina limão said...

não costumas comer limões 3 a 5 vezes por dia?

:O

heresia!

(pois claro, os limões tomam-se em doses pequenas e compassadas)

saturnine said...

João, se não te importas, acho que prefiro ser antes meia parva. ou um terço de parva, já que sou grande fona de minis e moscatel.

João Gaspar said...

os limões: ou então bem espremidos e em copo grande. jarro fresquinho e cheio de gelo. mas mais no verão. ;)

saturnine,
não me importo nada, por quem sois? com nada de nada. tava a brincar com o estúpido. era só para ser idiota. só não gosto que me chateiem por pôr açúcar no café. acho que era só isso.

extravaganza: então não permito? ora essa, muito obrigado. acho eu, que não estou bem seguro de merecer parabéns só por isso.

saturnine said...

João, eu sou pelo Benfica, e vós?
(jamais poderia chatear um amante de açúcar por sê-lo. aliás, por algum motivo é que na família dos citrinos eu sou uma tangerina. :D)