quarta-feira, dezembro 27, 2006

errata

devido a lapso mnésico totalmente justificado pela fase de letargia mental que a época do calendário proporciona, a foto anterior vinha com o rótulo de ter sido tirada em bordéus. embora seja pouco relevante, uma vez que o importante é a foto itself e não a cidade em que o velhote parece existir sem se preocupar com o passar do tempo à sua volta, a verdade é que o flash disparou em cognac, vila pacata do sudoeste francês na qual - ninguém diria! - se produz o centenário elixir homónimo.
isto tudo para dizer que, no final de uma visita às caves obscuras (muito parecidas às do vinho de gaia, mas com mais teias de aranha) apropriei-me de uma garrafita de cognac cujo conteúdo dará para 3 penaltys mal medidos mediante o pagamento de 10 euros, com o propósito de me juntar às pessoas certas e dar-lhe o destino que merece. já lá vai mais de um ano e continuo sem encontrar a merda da garrafa. o único consolo é um fino bem tirado ser de longe melhor que cognac.

1 Comment:

red^mosquito said...

prometido elixir, que nunca cheguei a provar..