terça-feira, março 20, 2007

o solitário

escrevia cartas de amor a si próprio. mas faltava-lhe a coragem para as ler.

1 Comment:

M.Ferreira said...

Tinha medo
do que tinha lá escrito