quinta-feira, abril 19, 2007

messidona

já variadíssimas vezes me tem apetecido explicar as razões do cristiano ronaldo não ser o melhor jogador do mundo (uma barbaridade assaz frequente, principalmente na boca de jornalistas que nunca foram à bola). nunca o fiz. mas também não o vou fazer. enjoy it.
[o sacana do vídeo is no longer available]

5 Comments:

nuno said...

se tentavas comparar este golo com o do barrilete cósmico, batia-te.

conhaque é conhaque, deus é deus.

um gajo que a mto custo meteu aqui um vídeo do barça said...

a comparação é indesmentível, podes bater o que quiseres. e digo a comparação entre golos. deus há só um (e não é brasileiro). e obviamente gostei mais do do barrilete. a camisola do messi é feia.

mas se quiseres a principal motivação para o vídeo estar aqui era a comparação com o ronaldo. e a prova da minha tese do puto ser bom mas not that good. é só muito bom, o messi é melhor. depois explico.

PS : mas por falar em comprações, gostei mais da mão do vata.

nuno said...

e admiro a tua coragem de meteres aqui um video dos polacos.

é por isso q eu gosto deste puto, do loiro. a beleza indesmentível da revienga.

João Gaspar said...

não é coragem. chama-se vénia.

e apetece-me dizer só mais uma coisa. há um pormenor que define a puta da jogada. depois da última revienga (saudade, perestrelo) a passar o guarda-meta, a bola foge-lhe para aí 2 ou 3 metros a mais do que seria humanamente aceitável para marcar o golo.
qualquer jogador medíocre ter-se-ia feito ao penalty. qualquer jogador acima da média teria chutado em esforço e para fora. qualquer outro canhoto teria perdido o tempo a ajeitar a bola. qualquer outro jogador muito muito bom teria chutado contra o defesa que está na linha de golo. o puto chega à bola como se ela não se lhe tivesse escapado e, de pé direito*, levanta-a o suficiente para humilhar o carinho. e isto tudo a parecer que não custou nada. que é, além de tudo, o que o distingue do comum humano.


*aqui o maradona ganha. foi sempre fiel ao pé esquerdo e isso só os fortes de carácter o conseguem. deus, na linha do lado direito, centrava de rambona porque lhe dava mais jeito. amén.

nuno said...

o teu asterix diz tudo sobre a diferença entre os dois. tudo.

deus é deus, conhaque é conhaque.




e por falar em magia do futebol, o académico ganhou 8 a 1 ao moimenta da beira.
http://www.diarioregional.pt/6307.htm

atenta neste detalhe. pormenor mítico, de fazer cair uma lágrima.

aos 88mins, com o resultado em 6 a 1, o guarda-redes do moimenta, perante um avançado viseense isolado, decide que fazer a falta, levar o vermelho e conceder aos oponentes um penalting vale a pena.

quanto amor à camisola tens q ter para teres esta atitude?