terça-feira, novembro 13, 2007

quis escrever um conto mas não estava pronto. ainda assim segui em frente e fiz o frete. e como quem conta um conto, acrescentei-lhe um tonto. como o tonto era à borla paguei a pronto mas sem desconto. fiquei então com um conto sem ponto mas com um tonto dentro do conto. um tonto qualquer ou um tonto diferente, o importante é que era um tonto no meu conto meio tonto. um tonto muito feio num conto que ficou a meio e nunca chegou ao fim. o tonto nunca falou, não cantou nem nunca chorou. a única coisa que o tonto fez em todo o conto foi rir-se de mim.

1 Comment:

menina limão said...

:)))))))))

isto é muito curioso. duas coincidências: hoje passei a tarde a pensar que devia voltar a escrever um conto. já lá vão 4 anos.

e hoje tive na mão um livro bem a favor do ócio (já não me recordo qual) e que vontade de o comprar com um sorriso cúmplice. ;)