segunda-feira, junho 29, 2009

a guerra é a guerra

bebo cerveja com a espuma dos dias. procuro em vão o exílio. encontro apenas mais da mesma solidão. durmo há anos nos braços da solidão. velha amiga, companheira. das horas más e das ainda piores. a solidão aparece independentemente (ou talvez por causa) das pessoas. já fiz amor com a solidão no meio de multidões. a solidão é fácil. demasiado fácil. mas agora procuro um exílio que não encontro. o exílio é longe. demasiado longe. o exílio requer que os outros desapareçam. mas os outros estão sempre lá. demasiados outros. demasiado lá. e lá é demasiado perto de cá. procuro como quem foge sem saber onde acaba o mapa. procuro o exílio longe de tudo, procuro o exílio no quarto mais escuro da noite, procuro o exílio debaixo da cama (onde só encontro as pantufas e o cotão jaz empalhado, ao estilo das pradarias do velho oeste onde mandava o terrence hill). mas o exílio não aparece. ou vai-se tornando infrutífero com o passar das horas e das pessoas. e não cumpre a função para a qual havia sido destinado. dar abrigo, ser um ponto de fuga para a fotografia de um cadáver pouco adiado. regresso do exílio sem nunca lá ter estado. em mau estado, como sempre. sonhei com o exílio mas esqueci o sonho ainda antes de adormecer. quis ser um exilado a lado comigo próprio. ou mesmo comigo outro. quis ser um refugiado de guerra interior e só encontrei esta paz podre. um armistício assinado por analfabetos. estive vai não vai para lá ir. não fui. mas vou indo. de metáfora merdosa em metáfora merdosa até à sinédoque final. em que o todo pela parte se parte todo. todo fodido. dividido. resto zero. o tetrahidrocanabinol e o tom waits lá vão fazendo o que têm a fazer. o único exílio possível (provável) é a morte. o sartre, por pura teimosia, ainda acha que o inferno são os outros. não são. o inferno somos nós. então e os outros? puta que os pariu.



8 Comments:

Matilde said...

uau. duplo uau. triplo uau, até.

João Gaspar said...

também gosto muito do fausto.

menina limão said...

aqui outra toda fodida. brindemos.

João Gaspar said...

cheers (up).

JB said...

olha. eu continuo a dizer que é sempre a curti-la. mas não te fies, que eu estou tão fodido quanto tu e quanto a lemonita.

extravaganza said...

Ó sorte...

Este sim, é que está todo fodido:

http://www.jenslekman.com/records/smalltalk.htm

Tende juízo e arrebitai mazé! Olha, praticai o sexo, que melhora o humor! :)

Cheguevara said...

Brilhante!

extravaganza said...

Tomai, tomai:

http://www.youtube.com/watch?v=OA3twi3iSNQ

Musiquinha faz bem à cabeça ;)