quinta-feira, julho 26, 2007

Futebol (i)

o Zéd, d'A Vez do Peão, nomeia Beckham como exemplo de "cepo". O João, da Estação Central, discorda. Eu, como acho o Beckham dos jogadores mais vulgares e sobrevalorizados das últimas décadas, faço minhas as palavras do enorme e saudoso George Best:

"He (Beckham) cannot kick with his left foot, he cannot head a ball, he cannot tackle and he doesn't score many goals. Apart from that he's all right."

Nada a acrescentar.

6 Comments:

Zèd said...

A minha citação preferida do Best, e ele tem muitas por onde escolher...

JSA said...

Pois, eu não o acho um portento de técnica, é um facto, mas não o acho particularmente sobrevalorizado. É o típico jogador que lá foi com trabalho, mesmo que o talento natural não fosse por aí além.

Já agora, o Maradona não precisava do outro pé a não ser para correr. Não comparo o Maradona ao Beckham, seria heresia, mas o Best, fora dos relvados, não era exactamente exemplo para ninguém. Ou melhor, talvez o fosse para o Beckham.

E o Beckham sabe fazer bons tackles.

João Gaspar said...

Acho-o sobrevalorizado enquanto superstar, uma vez que o epíteto não se repercute em campo. Pois, o Maradona é conversa à parte. E também não é exemplo fora do campo, mas inventou o que ainda estava por inventar no futebol "só" com o pé esquerdo.

Não discuto o subir a pulso pelo trabalho do Beckham, mas posso sempre apontar o exemplo (em todos os sentidos) do Figo, que também foi à custa de trabalho que arranjou estatuto, mas não sofre do Síndrome de superstar hollywoodesca do Beckham. E fez incomensuravelmente mais em campo do que ele.

(Digo isto sem qualquer tipo de portuguesismo - não sofro disso. Mas admito idolatração ao Figo).

não said...

o beckham tem uma perna maior que a outra. daí o marcar aqueles livres todos friquináices.

isso conta como talento natural, não?

nuno said...

porque caralho é que assinei "não" este último comentário? fodasse...

João Gaspar said...

estás em fase de negação.
ou então é o álcool.